Quem aqui não ama mel? Mais do que isso, as abelhas são super importantes para o meio ambiente e para nossa vida!

sem-abelhas-sem-alimentos-bee-or-not-to-be-danielle-noce-1

Foto – Colégio Web

A campanha Sem abelhas, sem alimentos faz parte da iniciativa Bee Or Not To Be? é uma aquelas iniciativas que chamam a atenção, porque nos faz refletir sobre o tema. Quem me acompanha no snap já viu que eu agora tenho uma colmeia linda – e veio toda pintadinha com cupcakes, uma fofura! E não se assuste, nós temos a espécie sem ferrão, as abelhas do tipo Jatai.

Nada melhor do que falar sobre isso hoje, 16 de outubro, o Dia Mundial da Alimentação. Fiquei sabendo de tanta coisa legal por essa campanha que não tinha como deixar de contar para vocês. As abelhas não só produzem um dos alimentos mais deliciosos e naturais que encontramos por ai, elas são responsáveis por 70% da polinização de todas as culturas agrícolas (as amêndoas, por exemplo, dependem 100% das abelhas para polinizarem) e 85% de toda a flora da natureza.

sem-abelhas-sem-alimentos-bee-or-not-to-be-danielle-noce-2

Foto – Portal do Agronegócio

O que anda acontecendo é que esses bichinhos tão importantes estão desaparecendo. Os motivos são diversos: doenças, pragas, fungos, ácaros, vírus, mudanças climáticas, desmatamentos, déficit nutricional e, claro, os agrotóxicos (principalmente os pesticidas neonicontinoides).

Se você, assim como eu, está preocupado com essa situação, já passou da hora de ajudar. Sabe como? Consumindo produtos orgânicos (que não usam esses agrotóxicos tão fortes que chegam a matar milhares de colmeias quando utilizados), não utilizando pesticidas, não destrua colmeias, plante cada vez mais árvores e flores… Além de tudo isso você também pode ter uma colmeia dentro de casa!

sem-abelhas-sem-alimentos-bee-or-not-to-be-danielle-noce-3

Foto – Divulgação

O projeto ainda apoia a conscientização de crianças com livros especiais e possui um aplicativo, o Bee Alert, que registra e monitora as ocorrências de desaparecimento ou morte de abelhas em todo o mundo (esse app foi criado especialmente para a comunidade científica, apicultores e meliponicultores). Para saber mais é só acessar o site e conhecer ainda mais a iniciativa!