Eu não sei vocês, mas me bateu uma vontade de ir no cinema! Nada melhor do que tirar a sexta a noite ou o final de semana para curtir uma sessão. Pipoca, docinhos e, claro, filmes bons! Estava dando uma olhada nos filmes em cartaz e estou louca para assistir 3 deles – tem para todos os gostos!

Ponte dos Espiões

cinema-ponte-dos-espioes-danielle-noce-1

Foto – Divulgação

O filme, dirigido por Steven Spielberg, conta a história do advogado norte-americano James Donovan (Tom Hanks). Ele possuí a tarefa de defender o espião soviético Rudolf Abel (Mark Rylance) em plena Guerra Fria. Donovan acaba se envolvendo em negociações entre Estados Unidos e União Soviética no período e foi encarregado para trocar o soviético por um soldado americano.

A história é toda baseada em fatos reais. Parece muito interessante ver a Guerra Fria, tão retratada nos filmes, sob um outro ponto de vista – o do advogado e não o espião.

007 – Contra Spectre

cinema-007-contra-spectre-danielle-noce-1

Foto – Divulgação

Já que o assunto é espionagem, não poderia faltar o lançamento da semana. O famoso agente James Bond está cartaz de novo. O filme tem recebido boas críticas, principalmente no que diz respeito a atuação de Daniel Craig em seu quarto filme da série. A história é a procura de James Bond por uma organização criminosa, Spectre. O agente descobre essa organização por acaso, quando vê um símbolo em um anel de um criminoso do México.

Atrás de desvendar o significado do Spectre, Bond vai para Roma com mais alguns agentes. A história parece ser super bem amarrada e traz uma lado mais pessoal de James Bond. A produção bateu recorde de bilheteria no Reino Unido, superando Harry Potter.

Olmo e a Gaivota

cinema-olmo-e-a-gaivota-danielle-noce-1

Foto – Divulgação

O enredo se baseia na história da gravidez conturbada da atriz Olívia (Olivia Corsine). Ela descobre a gestação nos preparativos para entrar em cartaz com a peça “A Gaivota”. Ela sofre um acidente e tem que se afastar da produção e vários problemas começam a surgir: mudança na rotina, no seu corpo e conflitos psicológicos. O interessante é que a gravidez quase nunca é vista sob esse ponto de vista!

O filme é uma coprodução brasileira, dinamarquesa, francesa, portuguesa e sueca. A direção é de Petra Costa, uma das diretoras brasileiras mais renomadas atualmente, e codirigido pela dinamarquesa Lea Glob.

A produção já ganhou o prêmio de Melhor Documentário no Festival do Rio nesse ano. Muitas polêmicas giram em torno do filme e por isso acho que vale a pena conferir!

Já decidiu qual deles vai assistir?